Que tipo de publicitário você é no carnaval?

Publicitário-varejo

O cara chega na garota sem frescura e já vai perguntando se tá afim de ficar com ele. Não tem paciência para elaborar uma frase engraçadinha e, às vezes, é mal interpretado com perguntas do tipo “e aí gatinha, meu beijo tá baratinho. Quer pagar quanto”? Como ele aborda público-alvo de 16 a 49 anos, o resultado também varia muito.
Publicitário-institucional

Este cara é o oposto do anterior. Gosta apenas de marcar presença, aborda com um papo mais simples, que muitas vezes se resume a um “olá”. Como isso já é meio caminho andado para alcançar objetivo da noite, ele depende da aparência para garantir a entrega do serviço. Às vezes, nem isso.
Publicitário-stand up

Esse tipo é formado em sua maioria por recém-formados e estagiários. Como só pensam em criar anúncio “pra prêmio”, levam essa mesma estratégia para a Avenida quando usam cantadas recheadas de duplo sentido e sacadinhas sobre cultura pop que muitas garotas podem não entender. O resultado surte efeito naquelas que acham que está na moda ficar com um “nerd”.

Publicitário-nicho de mercado

Essa categoria é formada pelos Diretores de Criação e donos de agência, que preferem a quailidade à quantidade. Por isso, eles se concentram nos camarotes mais badalados do Carnaval e conquista o seu público-alvo mostrando “sem querer” a chave da sua Mercedes ou comenta do nada que está bebendo Johnny Walker. Se quiser, nem precisa abrir a boca para garantir a recompensa.

Publicitário-social media

Mesmo sabendo que estará no meio de uma multidão, ele leva o smartphone parar saber o @ do seu alvo e analisar o seu perfil antes de beijá-la. Ele espera conquistar a gata dizendo “sou relevante no Twitter e muita gente curte o que eu digo no Facebook”. Pode se decepcionar e desistir de ficar com a garota quando ela pedir para tirar uma foto para colocar no álbum do Orkut.
Fonte:Blogcitário